Vida e Bem Estar

SAÚDE E CURA CONSCIENTE

Entregamos ao “sistema de saúde” o que deveria ser de nossa sabedoria e confiança nata: a nossa habilidade de cuidar da nossa própria saúde, a prevenção do mal-estar e o aumento do bem-estar.

Deixamos de cuidar do nosso corpo de maneira natural e, assim, a maior parte da sociedade ocidental ficou dependente de médicos alopatas caríssimos, cirurgias agressivas caríssimas e remédios também nada baratos.

Durante 10 anos, tive enxaqueca todos os dias. Tomei um remédio farmacêutico que não me curou, mas que me aliviava a dor, momentaneamente.Ao ser retirado do mercado, parei de tomar a droga. Então, foi uma mistura de remédios tibetanos naturais, voltar a comer carne de vez em quando (fui vegetariana por mais de 10 anos) e parar de tomar leite, que me curou.

Entendi, meio tarde, que a indústria farmacêutica não tem o mínimo interesse em curar, pois se tivesse estaria falida. Pessoas tomariam remédios 1 ou 2 vezes e o problema desapareceria. Como todos os setores, talvez mais ainda, o setor da saúde convencional é um sistema capitalista que visa o lucro, poder e supremacia. É uma ideia de mercado que se alastrou como um vírus. A monopolização de uma só ideia, um jeito de fazer as coisas com os mesmos produtos, métodos e de maneira militar.

Com todo esse poder e mídia, não é de se espantar que todos nós estamos doentes, cansados, obcecados com a aparência e desvinculados do mundo interno de nosso corpo e mente. Afinal, a ideia de ‘mercado’ é essa: criar um mundo de pessoas dependentes, orientadas por ‘produtos’ e por impulsos externos e não internos.

Mas não mais! Nós estamos entrando em outra freqüência. E se não estamos, poderemos estar. A escolha é sempre nossa. Sempre.

Na minha geração, poucas pessoas cresceram com acesso constante a comidas orgânicas, leites alternativos, remédios naturais e sem excesso de vacinas, que carregam milhares de poluentes. Portanto, temos muitas toxinas desde a infância. Acumulamos estas toxinas através do stress, do tabaco, café, drogas recreativas (sim marijuana) comidas artificiais, poluição, comida geneticamente modificada e pulverizada com agrotóxicos, hormônios em carnes e leites, e até falta de sono.

Para onde vão essas toxinas? Para o fígado. O maior órgão do corpo e o centro de comando de desintoxicação. Ele é incrível, mesmo! É um alquimista dos melhores. Transforma todas as porcarias que ingerimos e absorvemos em não toxinas para que possam circular livremente em nosso sangue. Ele também é humilde e generoso, pois as toxinas demasiadamente tóxicas, que a corrente sanguinea não consegue neutralizar, formam bolinhas ou pedrinhas de colesterol e são guardadas no depósito: a vesícula, um compartimento logo abaixo do fígado. Com o passar dos anos este depósito, que é a vesícula, fica cheio de pedras ou pacotinhos de toxinas. Quando isto ocorre as pedrinhas começam a se acumular no fígado, como torcedores em uma arquibancada e assim vai, ano após ano, até que o fígado fica exausto ou temos que tirar a vesícula cirurgicamente porque ela está muito carregada.

Este excesso de toxinas indigeríveis causa doenças, dores musculares, incômodos crônicos, doenças de risco no meio ou final da vida, raiva, depressão, cansaço, falta de paciência, medo, confusão mental, falta de concentração e falta de coragem.

Assim como uma bicicleta abandonada na chuva por anos, não funcionará nada bem quando for preciso, nosso fígado também não, abandonado ao mar de venenos a nossa volta. Então? Bóra levar nosso guerreiro, o fígado, para o SPA? Como limpamos a nossa bike interna para que ela brilhe na faixa de ciclistas? O método é simples e completamente natural, mas requer um pouco de força de vontade e dura apenas 1 semana.

Não detalharei o processo da limpeza aqui, pois é importante estarmos cientes dos vários detalhes envolvidos nesse processo para podermos entender o que está acontecendo e extrair o maior benefício, sem sustos. Andreas Moritz criador do método recomenda a leitura de seu livro “Limpeza do Fígado e da Vesícula”(Editora Madras), antes e/ou durante o processo de limpeza em sí. Segui esta recomendação e sugiro o mesmo.

O hábito de limpeza interna física é um ato espiritual praticado por yoguis a milhares de anos com o propósito de se purificar, de se tornar um recipiente vazio para que o divino possa entrar. A limpeza clareia e acalma a mente, cada vez mais, pois como sabemos a mente segue o corpo e o corpo segue a mente, e um corpo limpo significa uma mente limpa.

Fiz as primeiras 5 limpezas em casa, em São Paulo, e estou agora neste momento na Costa Rica, no centro de retiros Pachamamma fundado por um dos discípulos do Mestre Osho. É meia noite e estou deitada no salão de yoga com 10 outros amigos na última noite da limpeza. Dormiremos todos juntos esta noite. Os macacos dormem lá fora, curiosos. Aqui completo minha sexta limpeza de uma maneira bem mais purificadora e intensa que irá durar 5 dias. Hoje é o quarto. Durante estes dias, a dieta consistiu de sucos, especialmente uma fruta desconhecida no Brasil, chamada Noni, que é o rei da desintoxicação, e contém muitos próbióticos importantes para repor as bactéria boas que saem durante o processo.

Recomendo a limpeza de fígado e vesícula mesmo que se faça uma só vez, especialmente em 2015, que será um ano de grande aceleração, e muitos ‘downloads’ que irão expandir a consciência humana exponencialmente. Com a mudança de frequência dos tempos, do planeta e da evolução energética espiritual natural do ser humano é muito importante ter um veículo físico forte, estável e equilibrado para receber estas novas frequências.

O corpo físico também dá suporte paralelo ao corpo sutil, à mente, e às emoções. O corpo tem sua sabedoria própria e merece o nosso amor. As mudanças vibracionais desde 2012, que todos sentem de uma forma ou outra, irão se manifestar à força em nós mesmos de agora em diante. Ou seja, qualquer ‘escuridão’ (que não significa ‘ruim’), assunto não resolvido, pendência física, emocional, mental ou sutil será trazida à superfície de forma muito mais intensa e aparentemente caótica, para que se purifique e se transforme imediatamente.

Ao longo dos próximos anos, será cada vez mais impossível esconder debaixo do tapete o que nos atrasa. Pense nisso como uma mãe empurrando seu filho da rua para a calçada para que ele não seja atropelado. Ele vai cair, pode até sangrar, mas foi para o seu bem maior. A evolução, uma de nossas mães, está fazendo o mesmo. Agora, ou entramos no trem da consciência maior ou teremos que correr muito para entrar a partir de 2016.

Que 2015 seja um ano de muito espaço interno, amor próprio, energia criativa e liberdade para que possamos inspirar e compartilhar “pelo exemplo e vivência”, o processo real da ‘iluminação’, da verdadeira saúde, do propósito e do potencial do ser-humano neste planeta.

Nota do editorial:

Rebecca Sharp é uma verdadeira yoguini que estuda e também vivência profundamente, tudo o que acredita poder auxiliar na evolução da consciência. Oferece os seguintes serviços/suportes para aqueles que iniciam esta jornada:
-Acompanhamento individual e preparação para o processo de limpeza e desintoxicação.
-Entrega domiciliar de sucos desintoxicantes para o período de 2, 3 ou 5 dias.
-Kundalini yoga com foco em técnicas de respiração (pranayama) e desintoxicação.

Rebecca Sharp de Mattos

Rebecca Sharp de Mattos

Rebecca Sharp de Mattos, 37 anos, anglo-brasileira. Formada em Teatro, Kundalini Yoga e Filosofia Budista, é artista e música.
Atualmente, divide o seu tempo entre o Brasil e Boulder, Colorado nos EUA, onde dá aulas de yoga nos retiros de Bentinho Massaro, sobe e desce montanhas, medita e se conecta com ovni’s e seus passageiros luminosos com sucesso. Qualquer dúvida, pergunta ou sorriso, por favor, não hesite em entrar em contato: rsm.rebecca@gmail.com

No Comment

Leave a reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *