Crescimento Pessoal

PRESSA

Ao final de um simpósio da área da saúde, onde muito se falou de meditação, observei a pressa das muitas pessoas que já saiam durante as falas de encerramento do evento. Algo que até seria normal se não fosse o tema discutido por dias. Neste momento uma palavra me veio mente: pressa.

Da onde vem a pressa? Esta palavra que permeia tudo o que conhecemos como parte do desenvolvimento da civilização moderna. De aparelhos domésticos a computadores tudo tem que servir à nossa pressa.

Apesar nós justificarmos a pressa pelos inúmeros afazeres e obrigações, no fundo, a pressa tem a ver com resultado. Fazemos muitas coisas porque buscamos muitos resultados, e ansiamos por ver estes rapidamente, as coisas feitas e, de preferência, do nosso jeito e conforme as nossas expectativas.

Porém, o fato é que o resultado sendo bom ou ruim, quanto mais rápido conseguimos as coisas, mais rápido buscamos um novo resultado. Com o agravante que se conseguimos tudo o que queremos ficará cada vez mais difícil de nos contentarmos com algo. E se raramente conseguirmos o que queremos iremos ficar tristes, frustrados, detonaremos nossa autoestima e desistiremis de tentar.

Tanto de um lado quanto do outro a foto final não é muito bonita.

E assim, voltamos para a nossa amiga pressa. Se conseguíssemos dar mais valor ao processo do que aos objetivos, fosse qual fosse o resultado ele teria valido a pena. Teríamos tido tempo para observar e saborear cada etapa fazendo o todo prazeroso e o final teria menos relevância.

Claro, que se alguém vai cozinhar, espera que a comida fique boa. Entretanto se a pessoa fez tudo com calma, curtindo o ato de preparar os alimentos, mesmo que algo saia errado ela será capaz de entender aonde o problema aconteceu. Estará tão presente que será capaz de transformar criativamente o erro em outra coisa e será mais difícil repeti-lo numa próxima vez. Sem calma, tranquilidade e presença, muitas vezes o aprendizado se perde.

E a beleza está nisso, em estar atento, presente, apreciando. Porque o resultado em si é vazio. Tão vazio que representa apenas a morte de algo para o início de outra coisa.

A busca por resultados é o pano de fundo para um aprendizado de como lidamos com o processo criativo, com o sucesso ou o fracasso. E estamos falhando nestas lições, apenas aumentando a nossa ansiedade, cobiça e egoísmo.

Estamos vivendo num ciclo vicioso que gira cada vez mais rápido e a única saída é começarmos a diminuir a pressa, se não quisermos ser jogados violentamente para fora da roda.

“Vou andar com calma que sem alma não se vai ao longe.” Guga Sabatiê

Ana Cristina Koda

Ana Cristina Koda

Após mais de 20 anos no caminho do autoconhecimento e da espiritualidade, resolveu compartilhar suas visões e experiências pessoais, frutos das práticas de meditação, através de seus artigos. Seus muitos anos como profissional das áreas de marketing e comunicação são a base desta sua vontade de se comunicar, agora, com um propósito maior.
Vamos Meditar concretiza este sonho, que está se realizando e que dedica a todos os seres. Também dá aulas particulares de meditação e atende com terapias integrativas para quem quer seguir o caminho do autoconhecimento e da espiritualidade.
Contato pelo email: anackoda@gmail.com

No Comment

Leave a reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *