A importância de estarmos presentes

Em um mundo mais incerto e complexo, mais tecnológico e ambíguo, onde é difícil diferenciar o fato do fake, que demanda mais soft e menos hard skills, é possível manter a produtividade com serenidade, ter perspectiva de vida e ser feliz?

Sim. É possível com uma vida mais mindful ou consciente!

O mundo contemporâneo está dificultando a nossa capacidade de assimilar e lidar com as adversidades, causando sérios danos a saúde. Segundo a última pesquisa da OMS, publicada em 2017 referente ao período de 2005 a 2015, o Brasil é o país com mais pessoas que sofrem de ansiedade (distúrbio inclui ataques de pânico, transtorno obsessivo-compulsivo, fobias e estresse póstraumático) e também é o campeão em depressão na América Latina.

O que está em jogo é o bem-estar, equilíbrio mental, relacionamentos e postura diante das dificuldades. Vivemos reativamente, atuando na vida através das experiências armazenadas.  Para sair deste automatismo precisamos praticar a presença, que nos traz maior consciência das coisas como são no presente e discernimento para agir.

A Mindtraining Academy é uma escola para quem quer desenvolver as suas habilidades corpo-mente, tornar-se mais consciente e presente (mindful), melhorando a sua performance na vida através da familiarização com os conteúdos mentais e do treinamento da mente.

Para pessoas físicas fazemos treinamento individual, acompanhamento e mentoria personalizada utilizando práticas meditativas diversas como ferramentas de autoconhecimento e desenvolvimento pessoal com o objetivo de melhorar a saúde e a qualidade de vida. Todos sempre ouvimos que as respostas que buscamos estão dentro de nós, mas nunca aprendemos como acessar estas respostas e o objetivo deste trabalho é este aprendizado, que irá sendo aplicado nas necessidades práticas do cliente. Estas necessidades abragem todos os temas, de relacionamentos à dinheiro, de saúde à profissão. Além disso, desenvolvemos habilidades em soft skills que são ganhos inerentes ao treinamento da mente e também de quem está mais centrado, equilibrado e feliz. É a descoberta de um caminho que empodera a pessoa a tomar as rédeas da própria vida, fazer escolhas melhores, com maior consciência e discernimento.

O nosso programa corporativo tem como objetivo auxiliar as organizações a se prepararem para as novas demandas contemporâneas, com melhores resultados para todos – pessoas, empresas, sociedade e meio ambiente – através do treinamento para os seus funcionários.  No mundo corporativo, ainda existem decisões que são tomadas a partir de experiências passadas, num modo operacional reativo, pouco criativo e inovador. Acreditamos que esta visão não considera a interdependência de fatores  mentais versus atividades e objetivos, ou seja,  tem um ponto cego que dificilmente é trabalhado: o estado interno no qual operamos, nosso mindset, que pode comprometer totalmente o resultado de qualquer ação, por melhor que tenha sido planejado. Um estilo de vida mindful que integra corpo, pensamento e sentimentos é a tendência deste milênio

A pessoa que pratica mindfulness se torna:

  • Mais conectada ao momento presente, em consequência, mais focada, atenta e consciente
  • Mais objetiva, clara e aberta para alavancar as oportunidades e tomar decisões com mais discernimento
  • Capaz de equilibrar de forma mais saudável a relação entre pensamentos, emoções e ações, além de melhorar a consciência corporal. Ou seja, ganho em resiliência, inteligência emocional e autorregulação.
  • Mais saudável mental e fisicamente, com melhoria e ganho em qualidade de vida e bem-estar.

Mindfulness é indicado para todas as pessoas, apenas com uma exceção: não é recomendado para pessoas com distúrbios mentais severos, sem acompanhamento médico.

Pela nossa experiência junto às empresas o Mindfulness proporciona:

  • Maior habilidade em desempenhar mesmo sob situações adversas
  • Maior autonomia e segurança na de tomada de decisões
  • Habilidades para administrar melhor o tempo
  • Maior repertório criativo para resolver problemas
  • Melhor saúde e redução de absenteísmo
  • Habilidade de escuta empática para receber e utilizar feedbacks
  • Habilidade de presença para melhor atender as necessidades dos clientes
  • Melhor Interação com a equipe e senso de cooperação

Temos algumas formas de atuação que podem ser apreciadas num material que enviaremos através de solicitação pelo email anackoda@mindtraining.net.br ou anackoda@gmail.com.

Algumas pesquisas que mostram como a prática de mindfulness pode melhorar a sua qualidade de vida

1.Genes e seu destino. Universidade de Wisconsin-Madison,  Phd Dr. Richard Davidson , 2013.

Seus genes não determinam o seu destino, especialmente se você meditar, de acordo com um estudo recente realizado por pesquisadores da Espanha, França, e da Universidade de Wisconsin-Madison. O estudo colocou um grupo de meditadores praticantes de Mindfulness em uma situação bem estressante. Os genes e hormônios que geralmente disparam em resposta ao estresse permaneceram tranquilos, sinalizando uma resistência saudável por parte dos praticantes, o que pode levar a uma vida mais longa. Por outro lado, a resposta do grupo controle foi bem alta. Os meditadores não tem melhores genes, apenas adquirem com a prática, a capacidade de regular o modo como esses genes afetam seus corpos e saúde. No Mindfulness praticamos a resiliência emocional: ao levar a atenção a respiração, aceitar o momento presente como ele é, entendemos enfim, que nada é permanente e que a respiração é o caminho mais simples e eficiente para retomar mais rapidamente ao nosso estado natural, que é pura calma e tranquilidade.

2.Decisões racionais. Kirk U, Downar J, Montague PR. Interoception drives increased rational decision-making in meditators playing the ultimatum game, Frontiers in Neuroscience, 2011.

Pesquisas mostram que Mindfulness pode reprogramar o cérebro para ser mais racional e menos emocional. Quando é necessário tomar uma decisão, meditadores demonstram aumento na atividade na ínsula posterior do cérebro, área relacionada ao processo racional de tomada de decisão.  Isto faz com que eles tomem decisões baseadas mais em fatos do que em emoções.

3.Melhora da atenção. Universidade de Harvard, 2014, Singleton O, Hölzel BK, Vangel M, Brach N, Carmody J, Sara Lazar Change in brainstem gray matter concentration following a mindfulness-based intervention is correlated with improvement in psychological well-being

Este é o primeiro estudo que mostra as diferenças na estrutura cerebral entre os meditadores e não-meditadores. Imagem por Ressonância Magnética revelou que meditadores experientes tiveram um córtex mais grosso do que os não-meditadores. Isso foi particularmente verdadeiro para as áreas do cérebro associadas com atenção, introspecção e processamento sensorial.

https://scholar.harvard.edu/sara_lazar/publications

4. A autorregulação e os mecanismos de alterações da substância branca induzidos pela meditação.  Universidades Chinesas em colaboração com as Universidades de Oregon e Baltimore

O estudo mostra o impacto da prática de meditação sobre as conexões entre as áreas do cérebro que utilizam tensor de difusão (DTI). Depois de apenas quatro semanas de meditação, alterações na massa branca – que é fortemente envolvida na interconexão de áreas do cérebro (mielina) – estavam presentes em participantes que meditavam, mas não no grupo de pessoas que se envolveram em exercícios de relaxamento.

Curiosamente, essas mudanças envolveram o córtex cingulado anterior, uma parte do cérebro que contribui para a autorregulação*,  um aspecto importante quando as pessoas começam a se envolver com a prática da meditação.

*A autorregulação refere-se à competência do indivíduo para planejar, monitorar e avaliar os seus pensamentos, sentimentos e comportamentos, controlando-os.  https://www.pnas.org/content/109/26/10570