MeditaçãoPráticas de Meditação

MEDITAÇÃO DA COMPAIXÃO

Somos interdependentes e estamos todos conectados. Nossa realidade existe apenas em função das projeções mentais uns nos outros como um jogo de espelhos. Por isso, quanto mais luz tivermos dentro, mais luz projetaremos fora e mais iluminado será o mundo. A verdade é que sempre fomos UM único e grande ser pulsante chamado Terra. A meditação da compaixão é baseada na Mettabhavana que utiliza as 4 preces ilimitadas do budismo.

Postura
Esta meditação pode ser feita sentada ou deitada. Sentada em almofada de pernas cruzadas ou em cadeira, com os pés bem apoiados no chão. Mãos apoiadas sobre as coxas. Lembre-se de estar numa posição estável e relaxada. Apenas atenção com a coluna ereta. Mantenha os olhos semi-cerrados ou fechados.

Estabilização da mente
Comece colocando atenção apenas no ar que entra e sai pelas narinas. Coloque atenção no movimento das narinas, na temperatura do ar que entra e que sai, ou sinta este passando por um ponto entre as sobrancelhas. Pode ainda colocar a mão na barriga e acompanhar o movimento do ar que entra e sai através desta região. Faça esta prática por pelo menos 5 min. Lembre-se de não resistir a pensamentos, reações físicas ou emoções. Apenas observe, sem julgar e retome a atenção para a respiração.

Preliminares
Coloque um leve sorriso nos lábios e uma intenção positiva na prática.

Prática
1. Respire no seu coração. Sinta uma forte conexão consigo mesmo, em amor e alegria, e expanda esta energia formando uma bola de luz em volta de você.
2.Dentro deste campo, visualize do seu lado esquerdo as mulheres da sua família, amigas, mulheres queridas. Do seu lado direito, visualize os homens da sua família, amigos e conhecidos queridos. Atrás de você, visualize toda a humanidade. Na sua frente, visualize as pessoas que você tem algum tipo de dificuldade.
3.Ao olhar de frente estas pessoas, lembra-se que você e todos os seres sofrem e, por isso, movidos pela própria ignorância, fazem o que fazem com o único objetivo de serem amados e felizes.
4.Desta compreensão emerge uma profunda compaixão por todos os seres e do seu coração saem raios de luz que se conectam com o coração de todas as pessoas. Você deseja profundamente: que todos os seres possam ter felicidade e suas causas; que todos os seres possam estar livres do sofrimento e suas causas; que todos os seres possam nunca se separarem da grande felicidade que está além de todo o sofrimento; e que todos os seres possam viver em equanimidade, livres de atração por uns e da aversão por outros.
5.A cada inspiração seu coração emana cada vez mais luz para todos a sua volta. Estes seres viram pura luz e esta luz retorna ao seu coração como um grande rio de amor. Não há mais separação.
6.Una as mãos em oração no centro do peito, agradeça e dedique a energia positiva gerada pela prática ao benefício de todos os seres.

Ana Cristina Koda

Ana Cristina Koda

Após mais de 20 anos no caminho do autoconhecimento e da espiritualidade, resolveu compartilhar suas visões e experiências pessoais, frutos das práticas de meditação, através de seus artigos. Seus muitos anos como profissional das áreas de marketing e comunicação são a base desta sua vontade de se comunicar, agora, com um propósito maior.
Vamos Meditar concretiza este sonho, que está se realizando e que dedica a todos os seres. Também dá aulas particulares de meditação e atende com terapias integrativas para quem quer seguir o caminho do autoconhecimento e da espiritualidade.
Contato pelo email: anackoda@gmail.com

No Comment

Leave a reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *